Visão geral sobre o Remote Desktop Protocol (RDP)

O RDP (Remote Desktop Protocol) é um protocolo multicanais o qual permite que canais virtuais separados carreguem dados de apresentação, comunicação para mecanismos seriais, informações de licenciamento, dados altamente criptografados (teclado, mouse), etc. Sendo uma extensão do protocolo central T.Share, vários outros recursos são mantidos, como os recursos arquiteturais necessários para fornecer suporte multiponto (multiparty sessions). A entrega de dados multiponto permite que os dados de um aplicativo sejam entregues a várias pessoas (partes) em tempo real, sem a necessidade de enviar os mesmos dados para cada sessão individualmente.

Entretanto, na plataforma Microsoft, o RDP concentra-se fornecer comunicações confiáveis e rápidas ponto-a-ponto (em uma sessão única). Apenas um canal de dados será usado no lançamento inicial do Terminal Server 4.0. No entanto, a flexibilidade do RDP garante a funcionalidade em produtos futuros. Uma das razões pelas quais a Microsoft decidiu implementar o RDP para conectividade dentro do Terminal Server do Windows NT é que esse protocolo oferece uma base bastante extensiva para a construção de muitos outros recursos. O RDP fornece 64.000 canais separados para transmissão de dados. No entanto, as atividades de transmissão atuais só utilizam um único canal (para teclado, mouse e dados de apresentação).

O RDP foi concebido também para oferecer suporte para muitos tipos diferentes de topologias de rede (tais como ISDN, POTS, e muitos protocolos de LAN como o IPX, o NetBIOS, o TCP/IP e assim por diante). A versão atual do RDP é executada apenas em TCP/IP mas, a partir de comentários do cliente, será possível acrescentar outro protocolo de suporte em versões futuras do produto.

A atividade envolvida em enviar e receber dados por meio da pilha do RDP é essencialmente a mesma dos padrões atuais para o modelo OSI (Open Systems Interconnection) de sete camadas para a rede local comum. Os dados de um aplicativo ou de um serviço são transmitidos por meio das pilhas do protocolo, sendo seccionados, direcionados a um canal (por meio de MCS), criptografados, quebrados automaticamente, enquadrados, empacotados no protocolo de rede e finalmente endereçados e enviados ao cliente. Os dados retornados funcionam da mesma maneira, porem em ordem inversa, sendo que o pacote é eliminado de seu endereço, quebrado automaticamente, descriptografado e assim por diante, até que os dados sejam apresentados ao aplicativo para serem utilizados. Partes importantes das modificações da pilha de protocolos ocorrem entre a quarta e a sétima camadas, nas quais os dados são criptografados, quebrados automaticamente, enquadrados, direcionados a um canal e priorizados.

Um dos pontos importantes para os desenvolvedores de aplicativos que utilizam o RDP é que a Microsoft simplificou a utilização da pilha de protocolos. Isso permite que eles apenas gravem aplicativos de 32 bits simples, bem elaborados, de funcionamento eficiente; a pilha de RDP implementada pelo Terminal Server e as conexões do cliente do sistema fazem o restante.

Para saber mais:

Otimizando aplicativos para o Windows NT Server 4.0, Terminal Server Edition

Uma resposta para Visão geral sobre o Remote Desktop Protocol (RDP)

  1. Carlos disse:

    Duvidas

    Gostaria saber sobre a compatibilidade do windows xp para o windows vista, no que diz respeito ao acesso remoto, no começo funcionou aproximadamente uns 3 meses depois não funcionou mais.

    Grato.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: