Networking Fundamentals: o comando PING

Dando continuidade à série de comandos fundamentais para o ambiente de redes, hoje estudaremos o comando PING. O nome PING é um anacronismo para Packet INternet Groper (procurador de pacotes na internet, em tradução livre) e trata-se de uma ferramenta fundamental para verificar se um computador está funcionando e se as conexões de rede (TCP/IP) encontram-se intactas.

Esta ferramenta verifica a conectividade de nível IP com outro computador TCP/IP através do envio de mensagens de solicitação de eco de protocolo ICMP (echo 8). A confirmação das mensagens de resposta é exibida juntamente com o tempo de ida e volta.

Sintaxe

ping[-t] [-a] [-n Contagem] [-l Tamanho] [-f] [-i TTL] [-v TOS] [-r Contagem] [-s Quantidade] [{-j ListaDeHosts | -k ListaDeHosts}] [-w TempoLimite] [-R] [-S EndOrig] [-4] [-6] NomeDoDestino

Parâmetros-t

Especifica que o <b>ping</b> continue enviando mensagens de solicitação de eco ao destino até que seja interrompido. Para interromper e exibir estatísticas, pressione CTRL+BREAK. Para interromper e sair do ping, pressione CTRL+C.

-a

Especifica que a resolução inversa de nome seja realizada no endereço IP de destino. Se for bem-sucedida, o <b>ping</b> exibirá o nome do host correspondente.

-n quantidade

Determina o número de solicitações de eco enviadas. O padrão é 4.

-l Tamanho

Especifica o comprimento, em bytes, do campo de dados nas solicitações de eco enviadas. O padrão é 32. O Tamanho máximo é 65.527.

-f

Especifica que as mensagens de solicitação de eco são enviadas com o sinalizador Não fragmentar no cabeçalho IP definido como 1 (disponível somente no IPv4). A mensagem de solicitação de eco não pode ser fragmentada por roteadores no caminho para o destino. Este parâmetro é útil para resolver problemas relacionados à unidade máxima de transmissão do caminho (PMTU).

-i TTL

Especifica o valor do campo TTL no cabeçalho IP das solicitações de eco enviadas. O padrão é o valor padrão do TTL do host. O TTL máximo é 255.

-v TOS

Especifica o valor do campo Tipo de serviço (TOS) no cabeçalho IP das mensagens de solicitações de eco enviadas (disponíveis somente no IPv4). O padrão é 0. TOS é especificado como um valor decimal de 0 a 255.

-r contagem

Especifica que a opção Rota de registro no cabeçalho IP seja usada para gravar o caminho usado pela solicitação de eco e pela resposta de eco correspondente (disponível somente em IPv4). Cada salto no caminho utiliza uma entrada na opção Rota de registro. Se possível, especifique uma contagem que seja igual ou superior ao número de saltos entre a origem e o destino. A contagem deve ser no mínimo 1 e no máximo 9.

-s contagem

Especifica que a opção <b>Carimbo de data/hora</b> da Internet no cabeçalho IP seja utilizada para gravar a hora de chegada da solicitação de eco e da resposta de eco correspondente para cada salto. A Contagem deve ser de no mínimo 1 e no máximo 4. Isso é necessário para endereços de destino de links locais.

-j lista_de_hosts

Especifica que as solicitações de eco utilizem a opção Rota ampliada de origens no cabeçalho IP com o conjunto de destinos intermediários especificado em lista_de_hosts (disponível em IPv4 somente). Como o roteamento ampliado de origens, os destinos intermediários sucessivos podem ser separados por um ou vários roteadores. O número máximo de endereços ou nomes na lista de hosts é 9. A lista de hosts é uma seqüência de endereços IP (em notação decimal com ponto) separados por espaços.

-k lista_de_hosts

Especifica que as solicitações de eco utilizem a opção Rota restrita de origens no cabeçalho IP com o conjunto de destinos intermediários especificado em lista_de_hosts (disponível em IPv4 somente). Com o roteamento restrito de origens, o destino intermediário seguinte deve ser diretamente acessível (é preciso ser um vizinho em uma interface do roteador). O número máximo de endereços ou nomes na lista de hosts é 9. A lista de hosts é uma seqüência de endereços IP (em notação decimal com ponto) separados por espaços.

-w TempoLimite

Especifica o intervalo de tempo, em milissegundos, para aguardar a resposta de eco correspondente a determinada solicitação de eco a ser recebida. Se a resposta de eco não for recebida dentro do tempo limite, será exibida a mensagem de erro “Esgotado o tempo limite da solicitação”. O tempo limite padrão é 4000 (4 segundos).

-R

Especifica que o caminho completo é rastreado (disponível somente em IPv6).

-S EndOrig

Especifica o endereço de origem a ser usado (disponível somente em IPv6).

-4

Especifica que IPv4 é usado para efetuar ping. Este parâmetro não é necessário para identificar o host de destino com um endereço IPv4. Ele só é necessário para identificar o host de destino pelo nome.

-6

Especifica que IPv6 é usado para efetuar ping. Este parâmetro não é necessário para identificar o host de destino com um endereço IPv6. Ele só é necessário para identificar o host de destino pelo nome.

nome_do_destino

Especifica o nome ou o endereço IP do host de destino.

/?

Exibe ajuda no prompt de comando.

Observações

  • É possível utilizar ping para testar tanto o nome do computador quanto seu endereço IP. Se o teste do endereço IP for bem-sucedido, mas o teste do nome do computador, não, pode haver um problema de resolução de nome. Nesse caso, certifique-se de que o nome do computador que está sendo especificado possa ser resolvido através do arquivo de hosts locais usando consultas DNS ou através de técnicas de resolução de nomes NetBIOS.
  • Este comando só estará disponível se o protocolo Internet (TCP/IP) estiver instalado como um componente nas propriedades de um adaptador de rede em Conexões de rede.

24 respostas para Networking Fundamentals: o comando PING

  1. Networking Fundamentals: o comando PING

    “O nome PING um anacronismo para Packet INternet Groper e trata-se de uma ferramenta fundamental para verificar se um computador est funcionando e se as conexes de rede (TCP/IP) encontram-se intacta.”

  2. Nelson,
    Uma dúvida, a qual estou procurando por resposta e não encontro. Quando uma máquina tem duas placas de rede e dou um ping já descobri que o “ping” sai sempre por uma delas. Como se faz para pode direcionar este ping? Da mesma forma, quero mapear no Windows uma máquina que está conectada na placa de rede que não é a “defaut” . Como se faz isso?
    Grato pela ajuda!

    Ricardo Ribeiro – Pindamonhangaba/SP

  3. dd disse:

    vai tomar na buceta

  4. Bruna disse:

    quero parabenizar por este site que ajuda os alunos a tirarem suas duvidas

  5. motorola mp3 ringtones v551

    Withiin polyphonic ringtones samsung free ringtones for kyocera phone

  6. free nextel ringtones i730

    As casino supermarch en ligne tlcharger un casino gratuites

  7. low interest rate payday loan low interest payday loan

    For a start faxless instant loan payday advance loan online payday

  8. bruna disse:

    qual o comendo ultilizado para saber se sua placa de rede esta funcionando?

  9. bruna disse:

    *Comando

  10. Mr. Cisco disse:

    O comando PING está caindo em desuso. Visto que é um comando muito restrito. O Win Vista nem vem mais com esse comando. Agora para utilizar essa funcionabilidade no Vista é necessario digitar no prompt fdisk c:

  11. Alex Ribeiro disse:

    A dica acima, usuário MR CISCO ESTÁ INCORRETA. Não execute o comando sugrido por ele.

  12. JDHOME disse:

    Mr. Cisco Disse:

    Maio 6, 2008 em 12:31 pm
    O comando PING está caindo em desuso. Visto que é um comando muito restrito. O Win Vista nem vem mais com esse comando. Agora para utilizar essa funcionabilidade no Vista é necessario digitar no prompt fdisk c:

    com que entao fdisk c: faz ping

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAH

  13. rato disse:

    esse tal de Mr.cisco é um tremendo ze mané que não sabe o que ta falando!

  14. Wundram disse:

    isto é um message de anormais brasileiros ou coisa de gente séria?

  15. Wundram disse:

    isto é um message board de brasileiros anormais com idade mental de pivete ou coisa de gente séria?

  16. Host disse:

    Bom dia, minha dúvida é a seguinte:

    Eu uso internet via rádio, e minha placa wireless queimou, só que eu comprei outra placa por fora, e coloquei na minha máquina, ela está instalada e configurada tudo ok, mas eu acredito, que eu tenho que dá um ping para registrar o phy -adrees da minha placa wireless no meu provedor para ele poder liberar a conexão. Qual é esse comando? Eu tenho meu endereço de IP, mascara de sub rede, DNS, tudo em ordem, inclusive o sistema diz que esta tudo ok. Mas o navegador não abre. provavelmente, deve haver algum comando ping, para registrar minha nova placa wireless no meu servidor via rádio. Agradeço se vc puderme ajudar.

  17. Frei disse:

    Bom “Host”, geralmente os provedores de acesso a rádio fazem o controle atraves do endereço físico (MAC) que é único em cada placa de rede, procure saber o endereço físico (MAC) da sua antiga placa e veja se na sua nova placa possui a opção de clonar MAC-ADDRES, caso possua é só colocar o endereço MAC da placa antiga e provavelmente vc irá conectar!

  18. Thiago disse:

    Como faco para saber o ping da minha maquina pelo cmd?
    minha net é de 300k radia dividido por 3 pcs!

  19. Hermenegildo dos Santos Pombal disse:

    Estas dicas foram uteis. Gostei imenso

  20. Ricardo Machado disse:

    Parabéns!!! Um dos únicos sites a ter descrição de cada comando do Ping.

    Valeu!!! Abraços!!!

  21. Tais disse:

    Depois de ativo o comando ping como fasso para desativa-lo???

  22. Ping Pong disse:

    pong

  23. Jailson Mendes disse:

    Obrigado amigo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: