Networking Fundamentals: o comando Nbtstat

abril 23, 2007

O comando Nbtstat exibe as estatísticas de protocolo NetBIOS sobre TCP/IP (NetBT), as tabelas de nomes NetBIOS dos computadores local e remoto e o cache de nomes NetBIOS. Nbtstat permite uma atualização do cache de nomes NetBIOS e dos nomes registrados com o serviço de cadastramento na Internet do Windows (WINS). Vamos a ele.

Leia o resto deste post »


Networking Fundamentals: o comando TRACERT

abril 20, 2007

O comando TRACERT determina o caminho adotado até um destino enviando mensagens de solicitação de eco do protocolo de mensagens de controle da Internet (ICMP) ou ICMPv6 para o destino com valores cada vez maiores do campo Tempo de vida (TTL). O caminho exibido é a lista de interfaces próximas dos roteadores no caminho entre um host de origem e um destino. A interface próxima é a interface do roteador que está mais perto do host de envio no caminho. Usado sem parâmetros, tracert exibe o arquivo de ajuda.

Leia o resto deste post »


Networking Fundamentals: o comando PING

abril 19, 2007

Dando continuidade à série de comandos fundamentais para o ambiente de redes, hoje estudaremos o comando PING. O nome PING é um anacronismo para Packet INternet Groper (procurador de pacotes na internet, em tradução livre) e trata-se de uma ferramenta fundamental para verificar se um computador está funcionando e se as conexões de rede (TCP/IP) encontram-se intactas.

Esta ferramenta verifica a conectividade de nível IP com outro computador TCP/IP através do envio de mensagens de solicitação de eco de protocolo ICMP (echo 8). A confirmação das mensagens de resposta é exibida juntamente com o tempo de ida e volta.

Leia o resto deste post »


Networking Fundamentals: o comando IPCONFIG

abril 18, 2007

Conhecer o comando IPCONFIG é fundamental para todos que administram ou trabalham em um ambiente de rede. O propósito deste utilitário e fornecer ao usuário diversas informações de diagnósticos relacionado com a configuração de rede do TCP/IP. O IPCONFIG também aceita vários comandos do DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol), permitindo que um sistema atualize ou libere suas configurações de rede do TCP/IP. Vamos aos detalhes:

Leia o resto deste post »


Networking Fundamentals: o comando Nslookup

março 24, 2007

O comando Nslookup exibe informações úteis para diagnosticar a infra-estrutura do sistema de nomes de domínios (DNS). Antes de utilizar esta ferramenta, você deve estar familiarizado com o funcionamento do DNS. A ferramenta de linha de comando Nslookup só estará disponível se você tiver instalado o protocolo TCP/IP.

Leia o resto deste post »


Comandos para a administração de um servidor Telnet

março 12, 2007

Já abordei esse assunto neste post, mas vamos examiná-lo, agora, com um nível de detalhamento maior.

Administrar um computador que utiliza um Servidor Telnet

Sintaxe

tlntadmn [\\ServidorRemoto] [start] [stop] [pause] [continue] [-u NomeUtilizador-p Palavra-passe]

Parâmetros

\\ ServidorRemoto

Especifica o nome do servidor remoto que pretende administrar. Se não especificar um servidor, o servidor local é assumido.

start

Inicia o servidor Telnet.

stop

Pára o servidor Telnet.

pause

Interrompe o servidor Telnet.

continue

Retoma o servidor Telnet.

-u NomeUtilizador -p Palavra-passe

Especifica as credenciais administrativas para o servidor remoto que pretende administrar. Este parâmetro é necessário caso pretenda administrar um servidor remoto no qual não tem sessão iniciada com credenciais administrativas.

/?

Apresenta a ajuda na linha de comandos.

Leia o resto deste post »


Tutorial: Gerenciando impressoras de rede

janeiro 24, 2007

Em um grande ambiente , um dos desafios que se apresenta ao Administrador de redes é a criação de um ambiente eficaz de impressão. Para isso, inúmeras variáveis devem ser levadas em consideração: os sistemas operacionais clientes usados na rede, as permissões de impressão a serem atribuídas aos diferentes usuários e os procedimentos a serem usados para gerenciar as impressoras depois que elas estiverem conectadas à rede. A maneira mais fácil de conectar e gerenciar impressoras de rede é através do Active Directory

É possível, também, utilizar a Diretiva de Grupo para alterar o comportamento padrão do ambiente de impressão e para fornecer aos computadores e usuários um conjunto padrão de preferências de impressão.

Leia o resto deste post »